Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



21
Mar18

antologia,

Queria que me escorre-se o amor que sinto pelos poros da mesma forma que água, que o meu sangue fossem palavras que me atravessam o corpo e o meu corpo transformado num livro - o teu favorito - que pegarias todos os dias e em cada dia te desse algo novo e te fizesse apaixonar por cada palavra minha. 

Que fosses poeta e eu a tua poesia onde derramarias o teu amor por mim, tornar-me na tua imortal. Queria-o e sonhei-o - sonhei que eras meu e que eu era tua.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.