Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



11
Abr16

bolso vazio

O tempo é demasiado efémero, passa demasiado depressa. Tentaram conta-lo, como moedas que faltam num bolso vazio. Marcaram-no numa sequência matemática cheia de inúmeras divisões e complicadas ações. 

Como fizeram ao tempo, tentaram fazê-lo aos sentimentos humanos e classificá-los, bem como o peso de cada ação. Dois pesos e duas medidas. Afinal o bolso estava roto, esburacado por penas frinchas - perderam-se as moedas, e não conseguiram contar mais nada. Era só um bolso vazio, nada mais; e vazio ficou. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

De brunosea a 26.04.2016 às 21:20

=)

Bolso vazio, dá que pensar. Por vezes também escrevo assim.

Porque só colocaram dois pesos/duas medidas? Por vezes é injusto ou complicado de explicar e melhor, para muitos, é ignorar.

Se tivermos um "bolso vazio" achas que muda toda a noção das coisas? Somos mais frágeis?
Imagem de perfil

De V. a 26.04.2016 às 22:37

Costuma dizer-se que a ignorância é uma bênção. E até pode sê-lo, em determinadas circunstâncias. Mas torna-nos muito aparte do mundo.
Relativamente a ter um "bolso vazio", acho que realmente muda, não a noção, mas a nossa percepção das coisas e do mundo. Aqui, neste texto, estava mais a referir-me a um "bolso vazio" no sentido de desprovidos de sentimentos. Se nos torna mais frágeis, não sei o contexto a que referes, mas no meu entender torna-nos inumanos.
Imagem de perfil

De brunosea a 26.04.2016 às 22:52

Costumas sentir que por estás assim num aparte?
Quando falas no ignorância, só me lembra o ignorar a maldade que todos temos. O ignorar as segundas intenções. No fundo andar junto com a inocência. Entendes?

O bolso vazio dá mesmo para fazer uma metáfora de muita coisa lol. Bastaria usarmos vazio?

V. Achas que nos podemos tornar assim por causa do tempo? No fundo sermos vazios de sentimentos, pois não temos tempo para os sentir?

Eu não sou muito de analisar textos lol. Mas o teu parece um puzzle. Sem falar de ti, sem te expor, fala sem compromissos
Imagem de perfil

De V. a 26.04.2016 às 23:36

No sentido de "ignorância" no não saber sobre determinados assuntos, sim, por vezes, sinto-me aparte. E, para mim, isso é bom porque sinto que não domino todos os assuntos do mundo e muito falta por descobrir.
Isso do ignorar a maldade, por um lado, pode ser vista como tentar ver sempre o melhor das pessoas. E isso acho que é das melhores coisas que pode haver porque, por mais que uma pessoa demonstre ser má, tem sempre algo de bom que deve ser lembrado e, porque não, ajudar essa pessoa a ser melhor.
Quanto ao tempo, acho que sim. Mas aí eu interligo com muita dor que nos inflijam, e acaba por tornar-se uma forma de proteção, o que nem sempre é bom, porque esconde-nos o nosso lado mais humano.
Mas o não ter tempo para sentir é o que hoje mais se vê na sociedade. Parece que as pessoas esquecem-se de sentir até os sentimentos mais nocivos e profundos, e é aí que quero chegar mais com este texto.
A ideia de quando o escreve era precisamente essa: ser um puzzle e deixar que cada um interpreta-se da forma que quiser. :)

Comentar post