Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não quero falar - nem sobre o assunto nem sobre ti. É passado, eu sei; é história, ainda que, por vezes, morra de saudades de ti. E é nesses momentos que recordo a sensação dos teus braços a envolverem-me, o teu cheiro a envolver-me, o amor que sentia no coração. Seguiste em frente, assim como eu  - mesmo que por vezes sinta que nunca deixei o passado, que nunca te deixei. Mas diz-me, ainda te lembras de mim? Quando a beijas, quando te deitas após um dia, na paz do teu quarto, lembraste de mim? Sei que nunca verei estas perguntas respondidas, e talvez seja melhor assim. Mas é nos momentos de melancolia que a dúvida, que as perguntas, que o teu fantasma decide assombrar-me. Não posso viver no passado, do "se", sei-o mais do que ninguém. Por isso fico com dúvidas e qual a resposta a uma simples pergunta: "como se esquece um amor?"

Talvez tenha de enterrar o teu fantasma e eliminar as saudades tuas que me assombram. Talvez tenha de me apaixonar novamente. Não sei. Não quero falar porque me faz sentir triste. E peço desculpa por falar sobre isto quando já estás noutra, a viver o presente. Mas, tal como sabes, o vencedor leva tudo após o jogo. O vencedor leva tudo - incluindo corações quebrados. Os vencido quebram o coração, e aprendem a viver assim. 

Autoria e outros dados (tags, etc)