Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Na fraqueza te senti, como quem tenta rodear um corpo inanimado e esperando que ganhe vida. Testemunhei parte da tua vida, a tua alegria e a tua tristeza, oferecendo-te um coração d'ouro a cada pulsar do coração. E foi tornando-se fácil escrever, como se as mãos fossem feitas por palavras e o resto do meu corpo um soneto lido à luz da lua pelas tuas mãos de amante. E, por entre respirações, aproximamo-nos, mantendo-nos como iguais e amantes tais como o sol e a lua que se beijam a cada noite. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Carolina Cruz a 23.07.2016 às 18:23

Palavras perfeitas! Amei :)
Bom fim-de-semana! *

http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/
Imagem de perfil

De V. a 25.07.2016 às 13:41

Obrigada, querida! :)
Bom resto de semana.

Comentar post