Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem. E num momento, o tempo parou ali naquele momento. Num sussurro, num novo suspiro, aquele suspense e suspensão de fôlego dentro dos pulmões, o mundo parou à espera da resposta - que, segundo me contou o tempo, não chegou a ser respondida, e o silêncio foi tudo o que permaneceu depois daquela respiração suspensa. O fôlego saiu, o tempo voltou a deixar a pergunta suspensa, o mundo voltou a respirar. Naquele momento de interrogação, o meu coração continuou a bater - por ti, acredito que apenas por ti, por mim e por nós. Porque mesmo quando o tempo pergunta ao tempo quanto tempo o tempo tem, o meu tempo quero passá-lo contigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.