Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



02
Ago16

guerra

Baixaram-se as armas e faz-se marcas d'água como quem marca uma fronteira no mapa. Em lágrimas correntes que caem no oceano e sangue derramado como quem verte um copo d'água numa mesa intencionalmente. Feridas que matam, noutros irá corroer em saudade e cantar-se-ão os tempos passados e os tiros dados que se perdem para o vazio da atmosfera. Canta-se o fado naquela esquina, na outra brinda-se a um triunfo alcançado, enquanto em saudade se espera o que nunca foi alcançado.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Sara a 04.08.2016 às 01:37

Lindo!
Imagem de perfil

De V. a 04.08.2016 às 18:22

Obrigada! :)

Comentar post