Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



16
Jan17

perdoo-te

São tantas as vezes em que me esqueço de perdoar a criança que fui pelos pecados que cometeu, e apenas me recordo que tenho de lhe perdoar quando me voltam para assombrar. E, por isso, minha pobre e doce criança, perdoa-me por te esquecer e perdoa-me tu por, na tua inocência, não sabias o que fazias nem que me irias deixar marcas para a vida. Perdoa-me. E perdoo-te.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


2 comentários

Imagem de perfil

De Luella Rose a 16.01.2017 às 21:17

Gostei muito do teu blog, a tua escrita é maravilhosa :)
Imagem de perfil

De V. a 16.01.2017 às 21:43

Muito obrigada! :)
Sê bem-vinda. ;)

Comentar post