Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



21
Jun16

recomeço

Naquela página, escrevi o teu nome a lápis. Assim seria mais fácil apagá-lo. Ou então rasurá-lo, fazer de conta que nunca existiu, que foi um erro - de escrita e de vida. Lamento, mas preciso de proteger o meu coração. Mas foi bom conhecer-te. E, por agora, deixemos que o silêncio nos preencha e o tempo nos cure as feridas. Foi bom conhecer-te; voltei-me e encaminhei-me para a saída. Respirei fundo, e recomecei.

Autoria e outros dados (tags, etc)