Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



14
Nov16

same old love

Desgastada desse velho amor, daquele amor dado pela metade, como quem dá e tira num segundo, não se decidindo. No entanto, o meu coração quer-te como uma fome desenfreada, o meu corpo sente a falta do calor do teu tão próximo do meu. Mas eu estou desgastada, cansada, com um abismo no peito. E, por mais que queira, não te posso aceitar pela metade; não sou mulher de te aceitar pela metade. Sou mulher de inteiros, e quero-te por inteiro. E deixo-te ir, a metade de ti. 

Autoria e outros dados (tags, etc)